Mau cheiro na vagina é sinal de que algo não vai bem; entenda

Postado por , no dia 28 de março de 2017 em Sem categoria
Captura de Tela 2017-03-28 às 21.37.53

Modo de Preparo

Odor forte e incômodo pode ser resultado de uma infecção na região íntima feminina

Entre as coisas que as mulheres não contam ao ginecologista por vergonha, está o mau cheiro na região íntima feminina, um odor forte e incômodo que persiste apesar das tentativas de higienizar e perfumar a região.

Em entrevista à publicação norte-americana The Huffington Post, o médico Rajiv Gala, da Faculdade Americana de Obstetras e Ginecologistas e membro do corpo docente do Departamento de Obstetrícia e Ginecologia do Centro Médico Ochsner, nos Estados Unidos, explica que o mau cheiro na vagina sinaliza que algo não vai bem com a saúde da mulher.

Secreção normal

O corrimento se difere da secreção normal no cheiro, cor e consistência. Segundo o ginecologista Fernando Prado Ferreira, a secreção normal é um líquido bem fluído que tem, no máximo, uma consistência de clara de ovo, que não tem cheiro e cor.

Mau cheiro

Infecções

Os corrimentos que apresentam uma cor branca ou amarela e têm um cheiro ruim traduzem problemas na região íntima, como infecções. Segundo Gala, a vaginose bacteriana, que se caracteriza por um desequilíbrio da flora bacteriana vaginal, provoca corrimento com um cheiro forte que lembra o de peixe, assim como a tricomoníase, que é um problema causado por um parasita transmitido por meio da relação sexual.

Outros fatores

Além de infecções, há outros fatores que podem causar o mau cheiro na vagina, como o uso de roupas muito justas que aumenta o suor e facilitam a proliferação de bactérias na região.

De acordo com Gala, o odor vaginal também pode mudar de acordo com o ciclo menstrual ou pode ser causado pelo excesso de peso, que resulta em maior transpiração na região íntima, que fica a maior parte do dia “abafada” pelo uso de roupas justas.

A falta de higiene adequada também favorece o surgimento do cheiro ruim. Segundo a ginecologista Bárbara Murayama, água e sabão são uma excelente combinação para a higienização da vagina.

Em caso de mau cheiro, a dica do obstetra é que a mulher procure um especialista para investigar as causas do problema. “O médico irá examinar e verificar se não há algo mais sério ou algo tratável ocorrendo”, diz Gala.

O especialista aconselha a suspensão de produtos vendidos que prometem mascarar o mau cheiro. “Podem dar algum alívio no curto prazo, mas, na realidade, há alguns dados que indicam que esses produtos elevam os riscos de contrair vaginose bacteriana, candidíase ou doenças pélvicas inflamatórias”, afirmou em entrevista à publicação.

Ingredientes
  • .
Imprimir ou Salvar
Esta Receita
Envie pelo
Whatsapp
Comente nesta receita

Busca

Novidades

Área de Assinantes

Meu Livro de Receitas
Faça o seu login abaixo para listar suas receitas

Esqueci minha senha
Quero me registrar

Categorias

Curta no Facebook

-->